Paulo Gonzo - Artistrada
   
 
 
Paulo Gonzo
 
 

Paulo Gonzo está de regresso às edições discográficas com um novo álbum de originais, em português, que chegou às lojas a 21 de Novembro 2011. O novo trabalho chama-se ‘Só Gestos’ e tem como singles de apresentação os temas O (Teu) Brinquedo’ e ‘São Gestos’, que já rodam nas principais rádios nacionais.

Em ‘Só Gestos’, Paulo Gonzo contou com a participação especial de Tito Paris (Voz e Guitarra Nylon em “Negra”), Pedro Jóia (Guitarra Nylon), Carlos Lopes (Acordeão), Jair de Pina (Percussão) e José Vasconcelos (Teclados).

Miguel Sousa Tavares também participa neste álbum como compositor no tema ‘Vem’ que encerra este novo trabalho discográfico de Paulo Gonzo.

O último disco de Paulo Gonzo a ser editado foi o álbum ‘By Request’ (Maio 2010), um tributo às raízes musicais de Paulo Gonzo, ao Soul e aos Blues, influência que o artista sempre assumiu, desde os primórdios na Go Graal Blues Band. Neste álbum, Paulo Gonzo interpretou os grandes clássicos da soul music, aqueles com os quais se identifica e que fazem parte do seu ADN musical.

Alinhamento (ouvir o álbum):

1. São Gestos
2. Vou para Sul
3. Desculpa
4. O (Teu) Brinquedo
5. Beijo Casual
6. Sei de Mim
7. Vais Entender
8. Farei o que for Preciso
9. Deixa-me Entrar
10. Só a Ver
11. P'ra lá das duas
12.  Negra
13. Vem

iTunes - O (Teu) Brinquedo

iTunes - São Gestos

Achei que era a altura ideal a seguir ao "By Request", mas esperando um pouco. Precisei de ter tempo para escrever os temas e os arranjos», diz Paulo Gonzo sobre o regresso aos discos em português com "Só Gestos".

Depois do blues e a soul tipicamente norte-americanos de "By Request", o homem de 'Jardins Proibidos' foi buscar convidados diversos como Tito Paris, Pedro Jóia e o jornalista e escritor Miguel Sousa Tavares: «calhou em conversa com o Sousa Tavares eu dizer que estava a gravar um novo disco em português. Ele depois propôs escrever uma letra e eu senti-me muito honrado. Tinha alguma curiosidade, porque o que ele já escreveu são romances e peças jornalísticas. Neste caso, estamos a falar de um texto para ser musicado. Havia aquela possibilidade de eu ter de lhe dizer: 'Oh Miguel, não gosto disto'. Mas não. Ele é um excelente autor », comenta Gonzo sobre a estreia do comentador político nas lides das letras de música.



Sony Music Entertainment (Portugal): www.sonymusic.pt